12 de ago de 2009

Errei pela primeira vez quando me pediu a palavra amor, e eu neguei. Mentindo e blefando no jogo de não conceder poderes excessivos, quando o único jogo acertado seria não jogar: neguei e errei. Todo atento para não errar, errava cada vez mais.

em Pequenas Epifanias
de CAIO FERNANDO ABREU

Nenhum comentário: